Mulher dá luz no meio de uma festa, descarta o bebê no lixo e volta para beber e dançar

Esse é mais um daqueles casos inacreditáveis, mas infelizmente verdadeiros.

Foto: Divulgação
Anúncio

Uma mulher chamada Yulia, de 31 anos que mora na Rússia foi capaz de um ato inacreditável. A mulher estava em uma festa curtindo muito com seus amigos, ela estava grávida e começou a sentir as dores do parto depois que bebeu uma grande quantidade de álcool. A mulher acabou entrando em trabalho de parto e foi discretamente para o banheiro onde deu a luz a criança, jogou no lixo e voltou normalmente para festa.




O caso chamou a atenção pela frieza da mulher que nem sequer se importou em ter perdido seu bebê. Ela apenas queria curtir a noite desde que nada atrapalhasse seus planos.

A mulher gravida curtia a festa como se tivesse 18 anos de idade sem se importar com a gravidez, com o bebê e justamente por causa de sua imprudência e falta de juízo em ingerir muito álcool acabou dando a luz no banheiro onde deixou o bebê.




Ela poderia ter falado para seus amigos que o bebê iria nascer, eles a levaria para o hospital para que pudesse ter seu filho em segurança, mas isso seria um problema para ela que teria que ficar internada. A mulher teve o bebê sozinha no banheiro e o descartou rapidamente, saindo do banheiro sem que ninguém desconfiasse de nada.

Ela preferiu perder seu terceiro filho que pela forma como ele foi tratado, não era muito bem vindo. A escolha da mulher deixou muitos internautas chocados, como pode uma mãe fazer algo dessa natureza com o próprio filho? Como o coração dessa mulher não foi capaz de sentir o mínimo amor por aquele ser pequeno que acabou de nascer?




Para as mães essa história é inadmissível, quantas mulheres abandonam seus filhos de forma cruel e fria? Quantas crianças sofrem o abandono e os maus tratos por parte daquelas que deveriam cuidar deles com todo amor. Esse é apenas mais um caso revoltante de alguém que não conhece o que é o amor, que pensa que a vida é nada e que suas escolhas não terão qualquer consequência.

E mesmo que a criança tenha nascido morta se ela fosse uma mãe de verdade teria sentido com grande tristeza a perda do bebê.

Fonte: Noticias Reais

Comentários