‘Me perdoa, não fiz nada’, disse jovem antes de morrer ao lado da namorada

Um jovem de apenas 22 anos foi morto após discutir com outro homem

Foto: Divulgação
Anúncio

Os acidentes de trânsito estão cada vez mais comuns no Brasil. Milhares de mortes são confirmadas todos os anos envolvendo esse tipo de acontecimento, causado geralmente por excesso de velocidade ou ingestão de bebidas alcoólicas antes de dirigir.
Alguns desses acidentes acabam sendo fatais, outros apenas causam prejuízos financeiros, como danos aos veículos envolvidos. Além disso, muitas mortes por brigas de trânsito também são bastante comuns. Um caso recente deixou moradores da cidade de Itapoã, no estado de Santa Catarina, revoltados.




Um jovem de apenas 22 anos foi morto após discutir com outro homem, pelo qual foi baleado. Segundo a namorada da vítima, tudo aconteceu depois que o assassino havia batido do carro onde ela o namorado estavam.

Após o acidente, que tinha danificado o veículo, Felype Anderson de Sousa desceu para tomar satisfação com Alessandro Guerreira Barros, de 27 anos de idade. Felype começou a discutir com Alessandro, e, após a namorada o chamar para ir embora, o homem teria atirado várias vezes contra a vítima, que foi a óbito.




A namorada disse ainda que as últimas palavras do motorista foram: “Me perdoa, não fiz nada”. Mas algumas declarações da jovem acabaram sendo desmentidas pela sobrinha do atirador, a qual estava com ele no carro na hora em que tudo ocorreu. Ela disse que o tio havia tentado não brigar com Felype, mas ele estava muito alterado e o teria empurrado.

A polícia irá expedir um mandado de prisão preventiva contra o assassino de Felype, que teve sua arma confiscada. Ele não é réu primário, já que cumpriu pena por tentativa de assassinato.

Fonte: Metrópoles

Comentários