8 mitos e verdades sobre a celulite e como combater o problema

Dra. Paola Pomerantzeff explica tudo sobre celulites, desmistifica, dá dicas e aponta as mais eficientes formas de tratamento

Foto: Divulgação
Anúncio

A lipodistrofia ginóide, popularmente conhecida como celulite, é um problema famoso e recorrente entre as mulheres. “A celulite é uma inflamação do tecido adiposo, em que as células gordurosas sofrem um processo de alteração, apresentando excesso de gordura no seu interior e deformidade da sua parede.

Essas irregularidades acabam se projetando na superfície, levando à formação de uma série de ondulações na pele. Além disso, a diminuição das fibras de colágeno agrava o problema. O tecido de gordura é flácido e requer septos de fibrose (colágeno) para ser sustentado. Quando esse colágeno não é suficiente, surge a celulite”, explica a dermatologista Dra. Paola Pomerantzeff, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.




O problema é muito mais comum em mulheres por conta do hormônio estrogênio, diretamente envolvido nesse processo de inflamação. A celulite está também relacionada a diversos fatores, sendo os principais o sobrepeso e o alto consumo de gorduras e açúcares na alimentação. “Apesar do maior índice em mulheres de sobrepeso, mulheres magras também têm celulite. Isso acontece porque há um desequilíbrio entre a taxa de gordura e a taxa muscular. Depende também de fatores genéticos”, afirma a médica, que comenta os principais mitos e verdades sobre celulite:

• A celulite é uma condição genética: VERDADE. O fator genético é a principal causa para a celulite. Fatores ambientais contribuem apenas 5% para o seu aparecimento.

• A celulite só aparece depois dos 25 anos: Pode aparecer a qualquer momento. Geralmente acontece após a puberdade, quando os níveis de estrogênio aumentam, porém, pode surgir em outras épocas se houver sedentarismo e/ou aumento da gordura localizada.

• Refrigerante causa/piora a celulite: VERDADE. Os refrigerantes contêm alta concentração de açúcar e sódio. O açúcar aumenta a gordura localizada e o sódio aumenta a retenção de líquidos, piorando a circulação local. Não apenas os refrigerantes, como todos os alimentos com alto teor de açúcar e gordura podem agravar as celulites, pois aumentam as células de gordura.

• Fumar não influencia: As substâncias tóxicas do cigarro acometem diversas funções do organismo, piorando a oxigenação e microcirculação da pele, o que diminui a produção de colágeno e promove o acúmulo de gordura localizada.

• Beber água ajuda a combater a celulite: VERDADE. O aumento da ingestão de água ajuda o organismo a eliminar as toxinas do organismo, ocasionando uma melhora na pele. O ideal é ingerir, no mínimo, 2 litros de água por dia.

• Pílula anticoncepcional pode causar ou piorar a celulite: VERDADE, uma vez que muitas pílulas contêm estrógenos, hormônio que pode causar ou piorar a celulite.

• Usar roupas apertadas causam o aparecimento de celulites: O uso de roupas apertadas não causa celulite, mas pode agravar a celulite existente, uma vez que piora a circulação linfática e sanguínea. Isso causa retenção de líquidos e piora a microcirculação local. Se você está tentando se livrar das celulites, dê preferência para roupas mais confortáveis.

• Os tratamentos anticelulite são inúteis para não praticantes de atividade física: Os tratamentos mais atuais e invasivos (Bioestimuladores injetáveis de colágeno, aparelhos de Ultrassom e Radiofrequência e até mesmo Drenagem Linfática) funcionam independentemente de atividades físicas. Entretanto, atividades físicas em associação com os tratamentos potencializam e ajudam a manter os resultados.




Tratamentos disponíveis para Celulites

O melhor resultado continua sendo através da associação de diversos tratamentos. “Se eu tivesse a opção de utilizar apenas um deles, escolheria os bioestimuladores de colágeno injetáveis (ácido-L-poli-láctico ou hidroxiapatita de cálcio). Isso porque a celulite é uma alteração do tecido adiposo (tecido de gordura, formado por adipócitos, que são células de gordura). Esse tecido de gordura é flácido e requer a presença de septos de tecido fibroso (fibras de colágeno) para a sua sustentação. Quando esse tecido fibroso é competente e sustenta o tecido adiposo, não há celulite. Do contrário, quando essa sustentação está ausente, há uma irregularidade característica do tecido adiposo, causando na pele aquele aspecto característico da celulite, parecido com a de uma casca de laranja”, explica, detalhadamente, a Dra Paola. Esse tratamento é realizado em consultório dermatológico. São realizadas, em média, duas ou três sessões com intervalo mínimo de 30 dias entre elas.

Os consultórios dermatológicos também contam com aparelhos de radiofrequência e ultrassom. “Esses equipamentos produzem efeitos térmicos e mecânicos que diminuem a gordura localizada e a flacidez, melhorando o tônus da pele e, consequentemente, a celulite”, diz a médica. Para se obter resultados com esses aparelhos, são necessárias de oito a 10 sessões semanais, com durações de 30 a 40 minutos. Nas clínicas de estética, existem também as massagens de drenagem linfática, que auxiliam na circulação local (linfáticas e sanguíneas).

Já nas farmácias, as opções, de acordo com a dermatologista, são os cremes anticelulite, que contêm princípios ativos como cafeína, cafeisilane c, ginkgo biloba, chá verde, entre outros. “Esses cremes devem ser aplicados diariamente nas áreas do corpo afetadas com celulite através de massagem rigorosa. A massagem com creme ativa a circulação local e seus princípios ativos auxiliam a quebra da gordura. Quando aplicado após o banho ou após a atividade física, há maior absorção devido ao aumento da circulação sanguínea.”

A médica enfatiza, por fim, que é essencial associar os tratamentos aos hábitos de vida saudáveis, como evitar o sobrepeso, se exercitar regularmente (a musculação, por exemplo, aumenta a massa magra e diminui a gordura, sendo um importante aliado contra as celulites), evitar excesso hormonal (principalmente estrógenos), manter uma alimentação balanceada e equilibrada, com alta ingestão de fibras e de água e evitar o tabagismo e a alta ingestão de álcool.


Fonte: NOTÍCIAS AO MINUTO 

Comentários